Mostrando postagens com marcador Natureza. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Natureza. Mostrar todas as postagens

sábado, 13 de janeiro de 2018

Mulher faz implante em borboleta com asa quebrada


A borboleta monarca, dependendo da época em que nasce, pode viver de 2 semanas a 5 meses. Mas a vida de um destes belos insetos poderia ter sido mais curta se não fosse a ajuda de Romy McCloskey. Romy vive no Texas onde trabalha como designer. Ela conta que vinha acompanhando o desenvolvimento de algumas lagartas em seu quintal e que percebeu que uma borboleta monarca que tinha apenas três dias estava com uma das asas bastante danificada. 


Ela diz ainda que as borboletas têm um significado muito especial e que sua mãe antes de morrer há 20 anos atrás, disse que sempre que ela visse uma borboleta, que se lembrasse que ela estaria presente e que sempre a amaria.


Através de um vídeo, a designer estudou a possibilidade de poder fazer algo. Após se preparar, ela resolveu então tentar uma cirurgia pretendendo recuperar a asa de sua amiguinha. Entre os objetos utilizados no procedimento estavam arame, cimento de contato, um palito de dente, um cotonete, tesoura, pinças, talco e uma asa de outra borboleta que havia morrido há alguns dias.


Ela diz que pelo que pesquisou, cortar as pontas das asas seria como cortar o cabelo, ou seja, seria algo indolor. Usando o máximo de cuidado e precisão possível, Romy colou a asa enquanto sua paciente estava levemente presa a um gancho de arame.


Após um dia de descanso e alimentada com néctar, chegou a hora de verificar o resultado do implante. 


A borboleta foi solta, voou por alguns instantes, posou em uma planta e tornou a voar novamente. Feliz, Romy se despede de sua amiga.

Fontes:


sexta-feira, 25 de março de 2016

Países Mundo Afora: Suriname

Localizado ao norte da América do Sul, o Suriname limita-se a oeste com a Guiana, ao sul com o Brasil, a leste com a Guiana Francesa e ao norte com o Oceano Atlântico. Ex-colônia holandesa, o país era conhecido como Guiana Holandesa, mas, após conquistar a independência, em 1975, passou a adotar o nome de Suriname. Seu clima é equatorial chuvoso. A temperatura média anual é de 27°. A temporada de chuvas mais intensas ocorre nos meses de abril a julho.

Cachoeira Blanche Marie

Suriname tinha em 2014 uma população estimada em 568.000 habitantes. Sua capital, Paramaribo, é também sua maior cidade com população de 250.000 habitantes. O país é um dos menos densamente povoadas do mundo, com apenas 3 pessoas por quilômetro quadrado.

Paramaribo

O interior do país é coberto pela selva. A maior parte da população do país vive na região costeira. A costa era formada por pântanos, que foram drenados para tornar possível a agricultura. Esse tipo de vegetação ocupa uma área que avança até 18 km para o interior do país. 

Monte Kasikasima

A partir daí, já com 50 metros acima do nível do mar, encontra-se uma planície arenosa. Na fronteira sudoeste, estende-se uma área de savana, coberta de gramíneas. O ponto mais alto do país é o monte Julianatop, com 1.286 metros de altitude.

Monte Julianatop

A fauna e a flora do país são exuberantes, tipicamente tropicais. Destacam-se as aves coloridas, as palmeiras em grande quantidade. As tartarugas, os macacos e as antas são animais comuns.

Tartaruga de Couro

Atelopus

A economia do Suriname depende da mineração. O país tem grandes reservas de bauxita (matéria-prima do alumínio), ouro e petróleo. Na agricultura, cultivam-se arroz, cana-de-açúcar, banana e coco.

Indústria exploradora de bauxita

As religiões no país são assim divididas: 27,4% de hindus, 25,2% de protestantes, 22,8% de católicos, 19,6% de muçulmanos e 5% de outras religiões. 

Mesquita em Pararibo

Outras Informações:


Bandeira do Suriname

Moeda: Dólar do Suriname
Idioma: holandês (oficial), hindustâni, javanês, inglês, francês, crioulo.
Área Total: 163.265 km²
Alfabetização: 94,7%


Fontes:

brasilescola.uol.com.br

escolabritânica.com.br
indexmundi.com
infoescola.com
worldpopulationreview.com


Imagens:

amphibianrescue.org
blog.tix.nl
flagsinformation.com
loopsuriname.com
pinterest.com
surinametourism.sr
surinamhotspots.com
tabiki.wordpress.com
washingtontimes.com


terça-feira, 22 de março de 2016

A Grife Giorgio Armani Anuncia o Fim do Uso de Peles de Animais

As chinchilas já podem dormir um pouco mais tranquilas.

O Grupo Armani anuncia seu compromisso de cessar o uso de peles de animais, para todos os seus produtos. A partir da temporada de inverno de 2016, todas as peças em coleções do Grupo Armani serão, portanto, livres do uso de pele.

Conforme publicado no site da empresa, o próprio Giorgio Armani diz que o progresso tecnológico ao longo dos anos permitiu a abolição de práticas cruéis contra os animais. 

Ele completa afirmando que sua empresa está agora dando um grande passo à frente, o que reflete a atenção para as questões críticas de proteção e cuidado com o meio ambiente e com os animais.

O anúncio "livre de pele" da Armani deixa claro que os designers e os consumidores podem ter liberdade criativa sem apoiar a crueldade animal.


Fonte:

alive.armani.com

terça-feira, 15 de março de 2016

Caminho dos Cânions

Os impressionantes cânions do Parque Nacional de Aparados da Serra e da Serra Geral dão nome a essa bela região turística catarinense, localizada no extremo sul do Estado e colonizada por descendentes de italianos, portugueses e alemães. Os cânions do Parque Nacional Aparados da Serra marcam o limite entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul. A parte superior, conhecida como “Campos de Cima da Serra”, pertence ao estado gaúcho. Já os penhascos, baixadas e leitos de rios abaixo das bordas são catarinenses. 

Praia Grande (Interior do Cânion)

Timbé do Sul

Nos municípios de Praia Grande, Jacinto Machado, Timbé do Sul e Morro Grande estão os principais cânions: Itaimbezinho, Fortaleza, Malacara, Churriado, Faxinalzinho, Josafaz, Índios Coroados, Molha Coco e Amola Faca. Procurado principalmente pelos amantes do ecoturismo em expedições que adentram essas grandes montanhas abruptamente recortadas pela Mãe Natureza. 

Balneário Arroio do Silva

Sombrio

O litoral do Caminho dos Cânions vai do movimentado Balneário Arroio do Silva até a divisa com o Rio Grande do Sul, em Passo de Torres. Aos que procuram agito, Balneário Gaivota é o endereço certo. Em Sombrio, estão o complexo de furnas e a maior lagoa de água doce do Estado. Morro dos Conventos, em Araranguá, é uma síntese dos atrativos da região. Reúne um conjunto espetacular de praia, lagoa, rio, penhascos e dunas. Em seu topo destaca-se o farol, ainda em funcionamento. 

Araranguá

Turvo

São João do Sul abriga a única fonte de águas termais salgadas do país. Suas águas terapêuticas, classificadas entre as melhores do mundo, jorram numa temperatura de 38°C e são indicadas para o tratamento de diversos problemas de saúde.

Fotos:



Fonte:

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Um Passeio em São Martinho - SC

O município de São Martinho foi colonizado por imigrantes vindos de Westfhalia, no noroeste da Alemanha, que chegaram à localidade por volta de 1860. Responsáveis pelo desenvolvimento econômico da cidade, abriram estradas, construíram além de suas casas, escolas e igrejas. São as heranças desses colonos que tornam tão rica a cultura local: a arquitetura enxaimel, os jardins floridos, a mesa farta, o idioma ainda muito falado, a música animada, a dança, enfim, no modo de ser e de viver.

Salto das Águas

Gruta Nossa Senhora de Fátima

Localizada há aproximadamente 147 quilômetros de Florianópolis, no estado de Santa Catarina, a cidade de 3.252 habitantes não possui praias, o que faz com que não seja um nome muito badalado no estado e não atraia tantos turistas como em outras cidades tipicamente litorâneas.


Salto da Capivara

São Martinho leva o título de Capital Mundial das Vocações Sacerdotais. Esse título foi dado pelo Vaticano devido à grande capacidade em formar padres. Por conta da sua vocação para o turismo religioso, o município atrai turistas que buscam a paz e a tranquilidade. A cidade conta com diversos eventos durante o ano todo, muitos, ligados à religião.

Paróquia São Sebastião


Com muitas belezas naturais, o lugar possui diversos saltos, cachoeiras, trilhas e parques. Por menor que seja, a cidade consegue manter todos os seus atrativos sempre bem providos de infraestrutura, ou seja, em qualquer local que você vá, sempre haverá a infraestrutura mínima para a prática de esportes, para descanso e alimentação.

Fluss Hauss - Fábrica de Bolachas


Falando em alimentação, o município conta com restaurantes que incluem culinária típica alemã, além da fábrica de bolachas (uma das grandes atrações do município), que possui loja própria com produtos diferenciados e café colonial com mais de 110 variedades de pratos. As bolachas decoradas artesanalmente e conhecidas em vários estados do Brasil, são diferenciadas e comercializadas como forma de lembranças e de presente.

 Pátio Fluss Hauss



Fonte:


Fotos:

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Região da Grande Florianópolis

A Grande Florianópolis possui algumas das mais belas praias do Brasil. São centenas delas na Ilha de Santa Catarina, onde está a capital Florianópolis, e nos municípios vizinhos. O legado dos povos colonizadores não está presente apenas em museus, igrejas, palácios e fortalezas centenárias. A herança dos colonizadores açorianos acrescenta charme e história às belas paisagens, tornando a cidade um centro de turismo internacional.

Praia do Sonho - Palhoça

Ponte Hercílio Luz - Florianópolis

Há lugares bucólicos como Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha, vilarejos de origem açoriana localizados em Florianópolis, onde ainda é possível sentir a tranquilidade de outros tempos. Já nos municípios de Anitápolis, São Bonifácio e Antônio Carlos, você vai encontrar traços da colonização alemã nos costumes e na culinária regional. Para quem quer relaxar, o que não faltam são estâncias, pousadas e hotéis em Santo Amaro da Imperatriz, Águas Mornas e São Bonifácio, que oferecem banhos de águas termais com propriedades terapêuticas.

Beira Mar Norte - Florianópolis

Guarda do Embaú - Palhoça

Angelina destaca-se por possuir alguns dos mais belos locais de peregrinação do Brasil, o Santuário Nossa Senhora de Angelina. Em São Pedro de Alcântara, São Bonifácio, Anitápolis e Rancho Queimado, você vai se encantar com as paisagens rurais e os hotéis-fazenda da região. São José, cidade com 200 mil habitantes destaca-se pelo pujante centro comercial, além de possuir um importante distrito industrial. 

Praia de Palmas - Governador Celso Ramos

Praia de Ganchos de Fora - Governador Celso Ramos

Biguaçu também tem indústrias, embora seja uma comunidade menor. Palhoça possui características rurais e praias lindas, entre elas a famosa Guarda do Embaú. Governador Celso Ramos, situada mais ao Norte, fica numa grande península caprichosamente desenhada. Com 23 praias paradisíacas e enseadas protegidas dos ventos, muito procuradas pelos velejadores, multiplica os encantos e belezas deste trecho da costa catarinense.


Fotos:



Fonte:



domingo, 3 de janeiro de 2016

Encantos do Sul

Conhecida como Encantos do Sul, esta região turística catarinense possibilita encontrar um pouco de tudo; cidades históricas portuguesas que exibem paisagens com natureza preservada praias, lagoas, baías e enseadas protegidas.

Farol de Santa Marta - Laguna

Praia do Rosa - Imbituba

Laguna, cidade onde viveu Anita Garibaldi tem também o Farol de Santa Marta (1891), o maior em alcance visual da América do Sul. Terceira mais antiga do Estado, possui um Centro Histórico com 600 prédios bem conservados. Além de sua importância histórica, o município tem praias, lagoas e outros atrativos turísticos.

Praia da Ferrugem - Garopaba

Dunas da Praia do Camacho - Jaguaruna

Já Imbituba, Garopaba e Jaguaruna são ótimos destinos para os adeptos do ecoturismo e dos esportes de aventura, com algumas das mais belas praias e lagoas do Sul do Brasil. 

Praça Humberto Bortoluzzi - Nova Veneza

Museu ao Ar Livre - Orleans

Nessa faixa litorânea fica o principal berçário das baleias-francas no inverno, outra atração ecoturística da região. No interior, os destaques vão das estâncias termais de Gravatal aos municípios onde a cultura italiana e alemã são predominantes, como é o caso de Urussanga, Nova Veneza, Orleans, São Martinho, Santa Rosa de Lima e Forquilhinha.

Igreja Matriz São Donato - Içara

Parque das Nações - Criciúma

As cidades de Tubarão e Criciúma, principais centros econômicos e culturais, ficam na região que foi desbravada por imigrantes italianos no final do século XIX.

Fotos:

zoomsgallery.blogspot.com

Fontes:

santacatarinaturismo.com.br
turismo.sc.gov.br

domingo, 5 de abril de 2015

Uma Viagem Pelo Vale Europeu

Colonizado por imigrantes europeus, o Vale do Rio Itajaí recebeu no último quarto do século XIX, italianos que instalaram-se próximo às povoações germânicas já existentes. Os descendentes desses povos preservam os costumes dos antepassados através da culinária, arquitetura, folclore, danças, festas e os dialetos que ainda são muito comuns.

Museu do Imigrante - Pomerode

Ponte dos Arcos - Indaial

As cidades de Blumenau, Brusque, Indaial, Timbó, Gaspar e Guabiruba apresentam características alemãs marcantes. Mas a pequena Pomerode, colonizada a partir de 1861 por imigrantes vindos da Pomerânia, Norte da Alemanha, é uma genuína vila germânica e parada obrigatória no roteiro.

Centro de Blumenau

Represa Rio Benedito - Timbó

O Vale Europeu abriga santuários católicos, capelas, oratórios, igrejas e grutas incluindo o Santuário Santa Paulina localizado em Nova Trento. O município é o segundo destino religioso mais visitado do Brasil, atrás apenas de Aparecida do Norte, em São Paulo. Merecem destaque também o Santuário Nossa Senhora de Azambuja, em Brusque – o segundo mais importante de Santa Catarina e a Gruta Nossa Senhora de Fátima, em Doutor Pedrinho. O Vale Europeu conta também com várias igrejas luteranas.

Santuário Santa Paulina - Nova Trento

Museu Arquidiocesano - Brusque

No Alto Vale, temos cidades como Ibirama, Apiúna, Doutor Pedrinho, Presidente Getúlio e Rio do Sul, entre outras, que além de ideal para o ecoturismo, oferecem excelentes condições para os esportes de aventura. As corredeiras do rio Itajaí e seus afluentes estão entre as melhores do Brasil para a prática de rafting. Os maravilhosos cenários naturais de Rio de Cedros – lagos cercados por florestas e montanhas – merecem uma visita.

Cascata Véu de Noiva - Doutor Pedrinho

Parque Municipal Pietro Vota - Rodeio

Os morros, vales, rios, cascatas e cachoeiras do Vale Europeu são perfeitos para a prática de trekking, rapel, cascading, canyoning, mountain biking, voo livre e parapente. A tradição no uso de bicicletas fez também do ciclismo um esporte bastante praticado na região. Outra atração imperdível é a caverna de Botuverá, a maior do Sul do país e uma das mais belas da América Latina.

Fonte:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...