sábado, 27 de fevereiro de 2016

Para que Serve? (Bário)

Descoberto na Barita por Scheele em 1774 e isolado por Sir Humphry Davy em 1808, o Bário foi obtido do mineral Witherita, pela eletrólise da solução de Ba(OH)2 com catodo de mercúrio e anodo de platina. O mercúrio foi destilado do amalgama e o bário obtido como metal. O Ba(OH)2 foi obtido pela calcinação do nitrato e reação com água. 

Barita (foto: steinbockminerals.net)

Metal branco prateado, macio, que reage vigorosamente com a água produzindo Ba(OH)2 e deve ser armazenado em argônio ou óleo mineral, atualmente é obtido pela eletrólise do cloreto fundido ou pela reação do BaO com Al ou Si em alta temperatura. 

Elemento metálico quimicamente semelhante ao cálcio, o bário contudo é macio e, na forma pura, apresenta aspecto branco prateado semelhante ao chumbo. Este metal oxida-se muito facilmente quando exposto ao ar e é altamente reativo com água ou álcool.

A China é o país que detém a maior reserva de barita do mundo e é a maior produtora também. De uma forma bem modesta, o Brasil participa com somente 0,3% das reservas e 1,0% da produção mundial. 


Usado principalmente em velas de ignição, tubos de vácuo, foguetes pirotécnicos, e em lâmpadas fluorescentes, o bário também tem outras utilidades como;

- Na forma pura é utilizado em sistemas "getter" , para a remoção de oxigênio e nitrogênio, em tubos de vácuo.

- O sulfato de bário é usado como pigmento branco em pinturas, como contraste em diagnósticos por raio-X , e em vidros.

- A barita é usada extensivamente em fluidos para a perfuração de poços de petróleo e na produção da borracha.

- O carbonato de bário é usado como veneno para ratos e também pode ser usado para a fabricação de vidros e tijolos.

- O nitrato de bário e cloreto de bário produzem chamas verdes em foguetes pirotécnicos.

- Óxido de bário é utilizado para revestir eletrodos de lâmpadas fluorescentes, em razão da grande emissão elétrons.

- Os sais de bário, especialmente o sulfato de bário, quando aplicados por via oral , aumentam o contraste para o raio-X no diagnóstico médico do sistema digestivo.

- A Liga de bário e níquel é utilizada nas velas e ignição de automóveis. 

- O Sulfato de Bário Precipitado é utilizado em baterias VRLA e outras formas de acumuladores de energia.


Os compostos de bário quando dissolvidos em água são extremamente venenosos . O sulfato de bário pode ser usado em medicina, por via oral, como contraste porque não se dissolve e por ser eliminado rapidamente pelo trato digestivo. 

Os íons de bário são muito tóxicos e podem causar sérios problemas cardíacos como a fibrilação ventricular. Além disso, outros sintomas de envenenamento são a salivação excessiva, convulsões, tremores, taquicardia, hipertensão, hemorragias internas, paralisia de membros superiores e inferiores e morte.

A oxidação do bário ocorre muito facilmente e, para permanecer puro, deve ser mantido imerso em líquidos derivados de petróleo ( como a querosene ) ou outro líquido isento de oxigênio e ar.


Fonte:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...